A Hortaliça

venha ver freguês, nabos e grelos das melhores proveniências, paga ao molho leva três!

Monday, October 03, 2005

Tourada

Rabejava um destes dias avantajada matrona, senhora de belo pito e suculento cú, quando comecei a pensar na vida. Sim, na vida. Que melhor altura do que quando estamos descansados, arrebimbando o malho no matagal conês de uma gaja? Eu não conheço melhor momento.
Mas, dizia eu, ía pensando na vida. Nas contas, na casa, na política, no futebol, na 1ª Companhia, enfim, nessas coisas. E pensava eu como isto tem que ter um sentido qualquer. Sim, porque não basta saltar de pito em pito até ao apito final. Tem que haver mais qualquer coisa. 'E o quê?', pensei eu, enquanto lhe largava saraivada de bufetões no cú. 'Bom, Zé', pensei para comigo, 'antes de mais, tudo isto deve ser a preparação para, em vez de uma, estares com três ou quatro'. É claro que isso requer preparação e, assim sendo, fará algum sentido o bordejar actual. Depois, talvez tenha também que ver com a necessidade de ensinar a esses piças moles que por aí andam pensando que são garanhões, como se dá a bela enrabadela, ou como se molha o nabo no pote. Isso também faz sentido.
Pensava eu nesta parte de molhar o nabo quando comecei a sentir que estava na própria hora de largar a esperada molhadela. 'Caralho', pensei, 'já? Foda-se, ainda não, que a gaja só gozou quatro vezes.' Eu, notemos, sou macho moderno, e por isso interessa-me o prazer da minha parceira! E lá tratei de mudar de posição, fazer uma pausa, beber uma cerveja (e tudo isto sem retirar o berimbau) e continuar a pensar na vida.
Ficando por baixo, com os marmelos da matrona a vergastarem-me as ventas, tive mais dificuldade em me concentrar, até porque a gaja berrava aos meus ouvidos que nem porco na altura da matança. 'Pronto, está tudo fodido, caralho', pensei. 'Agora é que não consigo pensar mais.' Em abono da verdade não me preocupei muito. E a última coisa em que pensei, antes de levar nova vergastadela nas ventas, foi de como gostava de ir ao cú por baixo.
Zé Nabo

0 Comments:

Post a Comment

<< Home